COLUNISTA

06/01/2020
Sentimentos...

“Gostaria de poder dizer em palavras o que sinto agora”... Assim começa uma linda canção e me faz lembrar que muitas vezes podemos dizer sim o que sentimos, mas nosso coração se aperta somente em saber ou imaginar que outra pessoa saiba o que vai lá bem ao fundo de nossa alma... Somos deveras frios em propagar aquilo que sentimos.

Incrível como temos medo de dizer nossos sentimentos... Até é mais fácil falar; mas fazer... Aff!

Os sentimentos, geralmente, são dolorosos ou doloridos.

Saber expor-se é algo difícil por demais; pois nos levam a ser quem somos e não estamos acostumados a isso. Quase sempre duvidamos que seja verdade, pois hoje em dia está difícil.

Nem sei por que me coloquei a falar (escrever) sobre este assunto; talvez porque precisemos despertar para o que vem de dentro, não é? Porque necessitemos acordar por ser mais que ter...

As coisas neste mundo oferecem mais do que aparece... Oferecem coisas maravilhosas escondidas no fundo de nosso sentimento.

Nosso sentimento deve ser exposto,  mas temos medo pois as pessoas nem sempre estão prontas entender.

Acho incrível como tem gente que não aceita perder ou queira somente fazer o que se quer, do jeito que se quer e da forma que se quer... Não aceita que ninguém tenha outras opções, pois a razão está sempre com ela e o vício de achar-se mais destrói anseios de outros que queiram se aproximar com coisas novas... Bem sei que o novo assusta, mas, talvez por conta de nossos altruísmos não deixemos que outros tenham mais razão que a gente e acabamos por afastar as pessoas de nosso convívio, talvez até sem perceber, mas o pior é nunca acharmos estarmos errados... Achamos ser mais perfeitos que a própria perfeição... Creio que este tenha sido o primeiro pecado da humanidade ao comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal... Querer ser como deuses.

Para que saibamos conviver melhor é necessário aprender a perder também... É preciso saber voltar atrás e, para mim, isso não é sinônimo de quem é fraco, mas ao contrário... Para mim, saber voltar e recomeçar é sinal de fortaleza.

Como precisamos acordar né?

Como precisamos despertar deste sono profundo de achar que o mundo deve girar ao redor de nosso umbigo e que só valem nossas opções...

Como acho pobre a pessoa que não sabe recomeçar ou aceitar que o outro, por vezes, tenha mais razão que a gente.

Temos muito que aprender e cada passo é um a mais e um a menos... Assim como cada dia!

Com um beijo de Jesus, pelos lábios de Maria e no abraço de São José quem sabe um dia aprendemos...

 

Este que busca, busca e busca....

Pe. Delair Cuerva, fmdp


CURTA NOSSO FACEBOOK

VÍDEO EM DESTAQUE

PREVISÃO DO TEMPO

INDICADOR ECONÔMICO

© Tribuna de Botucatu todos os direitos reservados.