Hospital das Clínicas registra mais uma morte de morador de Botucatu infectado por coronavírus
08/01/2021
Hospital das Clínicas registra mais uma morte de morador de Botucatu infectado por coronavírus

Como o número de casos continua alto o secretário de Saúde reforça que o Município está no período de maior transição de transmissão de covid-19, desde o início da pandemia e alerta que o momento requer maior rigor nas medidas de prevenção para não correr o risco de sobrecarregar ainda mais os leitos de internação

 

O secretário municipal de Saúde, André Spadaro, atualizou em boletim divulgado na noite desta sexta-feira (8) a 3ª morte causada por covid-19, o novo coronavírus, de moradores de Botucatu em 2021, com o falecimento de um senhor de 92 anos de idade. Agora, desde o início da pandemia, a Cidade chega a 62 óbitos sendo 50 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HCFM), 11 no Hospital da Unimed e 1 no PS regional).

Também houve aumento no número de infectados que agora somam 4.655 de diagnósticos confirmados, com 4.192 recuperadas; 378 em isolamento social acompanhados por familiares e equipes de Saúde do Município; 23 internações com a doença confirmada; e os 62 óbitos.

Dos 30 leitos disponíveis em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital das Clínicas, 19 estão ocupados (8 pacientes de Botucatu e 11 de outras cidades da região), percentual de 63%. Já Hospital da Unimed mantém a média dos últimos dias e dos 10 leitos reservados para covid-19, 6 estão ocupados, percentual de 60%.

Já os testes RT-PCR realizados pela Prefeitura Municipal entre os dias 6 e 7 de janeiro, detectaram 292 casos negativos e 77 positivos, sendo 69 com síndrome gripal e 8 assintomáticos contactantes (que não apresentam sintomas).  No total, a Prefeitura já computou 29.305 testes negativos e 3.688 positivos.

 

Quadro regional

O quadro atual regional de óbitos por covid-19 no Hospital das Clínicas está agora em 117 casos. Os óbitos de pacientes de Botucatu somam-se aos de Conchas que já registrou 11 casos, seguida de São Manuel com 10; Laranjal Paulista com sete; Itatinga com cinco; Areiópolis com quatro; Torre de Pedra, Pratânia, Itu, Bofete e Pardinho somam duas mortes; e Arandu, Pirajuí, Itapetininga, Pereiras, Taquarituba, Lençóis Paulista, Bariri, Mineiros do Tietê, Porangaba, Bauru, São Paulo, Penápolis, Piraju, Guareí, Cafelândia, Cerqueira César, Taguaí, Paulínea e Paranapenama, com um caso.

 

Rigor nas medidas de prevenção

Como o número de casos confirmados continua alto o secretário de Saúde de Botucatu reforça que o Município está no período de maior transição de transmissão de covid-19, desde o início da pandemia. Aponta que o momento requer maior rigor nas medidas de prevenção para não correr o risco de sobrecarregar ainda mais os leitos de internação, mesmo com a ampliação de leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HCFM) que voltou a ter 30 vagas esta semana.

“Volto a insistir que precisamos contar com apoio maciço da população nas próximas semanas, com uso rigoroso de máscara, lavagem frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel, distanciamento social, evitando, principalmente, situações de aglomeração”, orientou Spadaro, salientando que todas as pessoas que apresentarem sintomas gripais se afastem de suas atividades, imediatamente e entrem em contato com a Central de Coronavírus (3811-1519) para realizar os testes, respeitando o período de isolamento domiciliar, junto com todos os que moram na mesma casa até saber o resultado, conforme orientação das equipes de monitoramento.


CURTA NOSSO FACEBOOK

VÍDEO EM DESTAQUE

PREVISÃO DO TEMPO

INDICADOR ECONÔMICO

© Tribuna de Botucatu todos os direitos reservados.