Com 66 mortes, Botucatu tem mais de 480 pessoas no isolamento em razão da pandemia de covid-19
12/01/2021
Com 66 mortes, Botucatu tem mais de 480 pessoas no isolamento em razão da pandemia de covid-19

As mais recentes vítimas fatais da doença em Botucatu registradas nas últimas horas foram um homem com 85 anos e uma senhora de 70, que estavam internados no Hospital das Clínicas da Unesp 

 

O secretário municipal de Saúde de Botucatu, André Spadaro, em boletim divulgado na noite desta terça-feira (12) apontou que, atualmente, existem 483 pessoas em quarentena (isolamento social) em razão da pandemia de covid-19, o novo coronavírus. Essas pessoas estão espalhadas em diferentes regiões da Cidade, monitoradas pela Guarda Municipal, através do Projeto Sentinela.

Esse projeto visa garantir que casos confirmados de covid-19 cumpram suas quarentenas em casa e não disseminem a doença através do contato com outras pessoas. Instituído em julho do ano passado, o Sentinela já realizou mais de 10 mil visitas a domicílios de casos confirmados.

“O cumprimento rigoroso da quarentena para as pessoas que testaram positivo e contactantes, mesmo que assintomáticos, é fundamental para conter a propagação da doença e manter a flexibilização das atividades econômicas de nosso Município. Essa é uma das estratégias que tem nos ajudado no controle da doença e principalmente na conscientização da população”, afirma o prefeito Mário Pardini.

Ao verificar o descumprimento da quarentena durante as visitas, a Guarda Civil Municipal elabora boletim de ocorrência (BO) e encaminha para a Polícia Civil, que investiga eventual crime contra a saúde pública. Desde o início do projeto, mais de 200 boletins já foram registrados e encaminhados a Polícia Civil.

 

Mais dados da doença

Também o secretário municipal de Saúde atualizou os dados da  doença na Cidade apontando 4.984 moradores com diagnósticos confirmados, sendo que 4.415 foram recuperadas; e 20 internações com a doença confirmada.

As mais recentes vítimas fatais da doença em Botucatu foram um homem com 85 anos e uma senhora de 70. Ambos estavam internados no Hospital das Clínicas da Unesp. Agora, somente este ano, Botucatu tem registrado 6 moradores que morreram em consequência de infecção de covid-19. No total a Cidade soma 66 mortes.

Dos 30 leitos disponíveis no Hospital das Clínicas 23 estão ocupados (7 pacientes de Botucatu e os demais outras cidades da região), percentual de 76%. No Hospital da Unimed dos dez leitos reservados para covid-19, cinco estão ocupados, percentual de 50%.

Já os testes RT-PCR realizados pela Prefeitura Municipal nas últimas horas, detectaram 356 casos negativos e 75 positivos, sendo 58 com síndrome gripal e 17 assintomáticos (que não apresentam sintomas).  No total, a Prefeitura já computou 30.434 testes negativos e 4.415 positivos.

 

Prevenção contra a doença

O secretário reafirmou sua preocupação em razão de o Município estar no período de maior transição de transmissão de covid-19, o novo coronavírus, desde o início da pandemia, com mais de 300 casos registrados por semana.

Spadaro alerta que o momento requer maior rigor nas medidas de prevenção para que a Cidade não corra o risco de sobrecarregar ainda mais os leitos de internação, prevendo o início da vacinação para as próximas semanas.

“Precisamos contar com apoio maciço da população com uso rigoroso e correto de máscara, lavagem frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel, distanciamento social, evitando, principalmente, situações de aglomeração”, orientou o secretário.

Reforça Spadaro que todas as pessoas que apresentarem sintomas gripais se afastem de suas atividades, imediatamente e entrem em contato com a Central de Coronavírus (3811-1519) para realizar os testes, respeitando o período de isolamento domiciliar, junto com todos os que moram na mesma casa até saber o resultado, conforme orientação das equipes de monitoramento.


CURTA NOSSO FACEBOOK

VÍDEO EM DESTAQUE

PREVISÃO DO TEMPO

INDICADOR ECONÔMICO

© Tribuna de Botucatu todos os direitos reservados.